Resenha: Jerry Before Seinfeld (2017)

0
29

Sim, eu sou fã de Seinfeld. Já vi todas as temporadas mil vezes, na televisão, nos DVDs (sou dessas), estou sempre me lembrando de uma piada ou outra, um episódio ou outro e, todos os dias, desejo que o seriado vá pra Netflix, pra facilitar minha vida.

jerry before Seinfeld netflix

Eis que, um belo dia, meses atrás, aparece na Netflix o anúncio de Jerry Before Seinfeld, um especial de 1 hora com o cara com microfone na mão e pouco cabelo na cabeça. Contei os dias até a estreia e vi, mas só consegui vir escrever agora.

Basicamente, Jerry Before Seinfeld é 70% stand-up e 30% memórias. Apesar de bem rapidinho, dá pra conhecer um pouco sobre a infância de Jerry, a relação dele com os pais – e como era chato ser criança, porque ele tinha de acompanhar os adultos em situações chatas como ir ao banco e quase morria de tédio –, a adolescência e a chegada da comédia como uma forma mais legal de encarar a vida, que era chata pra caramba.

jerry-seinfeld comic strip

Em 1 hora, a gente volta no tempo com o Seinfeld ao The Comic Strip, o primeiro clube onde se apresentou e pra onde ia todas as noites durante alguns anos, sem ganhar nada, só um hamburgão, pra fazer o que gostava de fazer, até que aquilo virasse profissão.

Uma cena que todo mundo comenta é a de quando ele mostra todas as piadas que já escreveu a mão, sentado no chão e a rua inteira coberta de papel. É muito bonito mesmo.

jerry before seinfeld jokes

Como ele mesmo diz, desde o início, it’s all about the material. Ele não quer que ninguém goste dele, quer que goste das piadas. E o que eu acho mais legal é que Jerry tem um olhar diferente sobre o cotidiano, consegue enxergar graça em tudo – fazendo humor sobre nada e com a maior elegância.

Seinfeld não precisa ser escrachado pra fazer rir. Não precisa ser um grande ator, fazer grandes gestos. O material de Jerry Seinfeld inclui o jeito contido, a medida das palavras. Não tem palavrão, não tem baixaria. É sobre como o dia de lavar roupa é como o dia das roupas irem pra uma boate: é escuro, e elas ficam lá agitando, dançando juntas, e ele faz os bracinhos das roupas balançando o esqueleto enquanto são lavadas.

Jerry Before Seinfeld
Jerry Before Seinfeld

Se você é fã, vai reconhecer várias piadas do próprio seriado (e parece que livro também – esse eu nunca li, infelizmente). É como uma coletânea de algumas das melhores e mais algumas novas.

Seinfeld

Revisitar essas histórias é ver como boa parte do humor de Seinfeld envelheceu bem, mas também, agora com olhar empoderado e feminista, me perceber incomodada no sofá com a piada sobre mulheres e flores.

Basicamente ele diz que, ao dominar o mundo das flores, você consegue dominar o mundo dos relacionamentos. Que se você souber qual é a flor perfeita pra pedir desculpa, dar uma má notícia etc., pronto, ganhou toda e qualquer mulher. E que as floriculturas deveriam já ter buquês prontos com os propósitos. Como mulher, queria dizer que eu não entendo de flores, não ligo pra flores, não quero ganhar flores de homem. Como mulher jovem, sei que toda floricultura (tanto na loja física quanto na virtual) tem prontos arranjos com propósitos, e eles podem ser comprados por qualquer pessoa, não só por macho que quer consertar merda. Deu pra perceber que fiquei chateada de verdade, né? hehe!

Apesar dos episódios leves de machismo (que eu vou perdoar pela idade, já que Seinfeld é um senhorzinho), Jerry Before Seinfeld é muito legal, leve e passa rápido demais. Fiquei querendo mais histórias, mais memórias, mais piadas. E, olha só, acabei descobrindo que esse contrato com a Netflix inclui um segundo especial – parte do programa Netflix is a joke –, ainda sem data pra sair. Só espero que seja logo!

Jerry depois de Seinfeld…

…continuou a carreira de comediante. Em 2012, quando estava morando no Canadá, soube no dia, por uma matéria no jornal do metrô, que ele estaria fazendo um stand-up. Claro, já estava com ingressos esgotados, e eu não consegui realizar esse sonho. Na frente das câmeras, ele toca até hoje o elegante Comedians in Cars Getting Coffee, no qual dirige carros incríveis e leva outros comediantes pra tomar café e conversar sobre a vida, a carreira, a comédia.

Jerry Seinfeld e Julia Louis-Dreyfus

Seinfeld deixa suas “viúvas” na mão. Há algum tempo entrevistou os colegas de elenco no Comedians in Cars e, este ano, fez um episódio com Jerry e George da ficção, como se eles estivessem indo tomar café, agora mais velhos, mas igualmente engraçados. A página de Seinfeld no Facebook também solta umas memórias de vez em quando.

larry david

O parceiro Larry David, com quem criou o seriado, também está na TV com Curb Your Enthusiasm e todas aquelas situações terríveis-embaraçosas-geniais dignas de George Costanza. Costanza, aliás, tem suas frases revisitadas pelo Instagram @costanzagrams. E outros fãs, esses maravilhosos, criaram o Twitter Modern Seinfeld (@seinfeldtoday), com situações que os personagens poderia viver hoje em dia – quer dizer, em 2015, que foi quando o perfil parou de ser atualizado.

costanzagrams 01

Desculpa aí o texto longo, mas acho que é isso o que acontece quando a gente escreve sobre algo de que gosta muito. =)

Deixe um comentário