A Associação Cearense de Críticos de Cinema elegeu os melhores filmes de 2017!

0
342

Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine) elegeu os curtas e longas-metragens que mais se destacaram em 2017Para os prêmios de melhor longa-metragem estrangeiro e brasileiro, os associados consideraram produções lançadas em circuito comercial no Ceará entre os dias 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2017 e que permaneceram em cartaz pelo menos uma semana. Vamos ver os vencedores?

Melhor Longa-metragem Cearense:
Corpo Delito”, de Pedro RochaCorpo Delito, de Pedro Rocha (1)O documentário acompanha o jovem Ivan, de 30 anos, que, depois de cumprir pena de oito anos, sai da cadeia. De volta ao convívio da família, ele segue sendo vigiado pela tornozeleira eletrônica, mas se sente incomodado com a pouca liberdade e se divide entre a obrigação de ficar em casa e o desejo de andar livremente.  O longa teve sua primeira exibição no festival alemão Dok Leipzig em outubro de 2017.

Melhor Longa-metragem Brasileiro:
Corpo Elétrico”, de Marcelo CaetanoCorpo Elétrico, de Marcelo CaetanoA história acontece na cidade de São Paulo. Elias (Kelner Macêdo) é da Paraíba e trabalha como assistente numa confecção de roupas. Divide seu tempo entre encontros e muitas horas extras. O longa mostra o relacionamento de Elias com outros homens e com seus colegas de trabalho.

Melhor Longa-metragem Estrangeiro:
“O Ornitólogo” (Portugal/França/Brasil), de João Pedro RodriguesO Ornitólogo, de João Pedro RodriguesDividido entre Portugal, Brasil e França, o longa mostra Fernando (Paul Hamy), um solitário homem de 40 anos que trabalha como um ornitólogo (observador de pássaros) que decide viajar pelo curso de um rio a bordo de um caiaque, mas quando a correnteza acaba derrubando sua embarcação e ele começa uma jornada cheia de perigos e erotismo.

Melhor Curta-metragem Cearense:
“Vando Vulgo Vedita”, de Andréia Pires e Leonardo MouramateusVando Vulgo Vedita, de Andréia Pires e Leonardo MouramateusTendo como cenário a Barra do Ceará, em Fortaleza, o curta utiliza a ferramenta da construção de personagens ao longo do filme. Vando é interpretado por vários atores e parece ser todos os personagens ao mesmo tempo.

Melhor Curta-metragem Brasileiro:
Mamata” (BA), de Marcus Curvelo

Mamata, de Marcus Curvelo

O curta fala sobre política e se passa em Brasília. Tendo como ator o próprio Marcus Curvelo, Mamata mostra o jovem Joder que deseja deixar o Brasil para ter uma vida melhor, mas a falta de emprego e dinheiro o impedem de realizar deu objetivo.

Deixe um comentário