Icaraizinho de Amontada – O que fazer, onde ficar?

5
8502

icaraizinho de amontada_penteadeira amarela

No último feriado (dia 2, Finados), caímos na estrada para conhecer um novo destino: Icaraizinho de Amontada. Já babávamos com as fotos e as opiniões de amigos e aproveitamos para unir tudo: sol, mar, descanso, comida boa e um momento em família, já que, pela primeira vez, viajamos com a Lupita. É tanta informação que dividi o post em dois: este sobre Icaraizinho, onde ficar e o que fazer, e um exclusivo de gastronomia. Confira!

icaraizinho de amontada_penteadeira amarela7
Viagem em família: Lupita passeou muito também!

Sobre Icaraizinho de Amontada

Icaraizinho é, na verdade, Icaraí de Amontada. O diminutivo veio para não causar confusão com o Icaraí de Caucaia! A cidade litorânea, a 175km de Fortaleza, no lado oeste do Estado, pertence ao município de Amontada e é marcada pelos seus fortes ventos (ideais para esportes como kitesurf e windsurf), mar calmo e rico em piscininhas quando a maré tá baixa, pelas pessoas simpáticas, pela tranquilidade (durante o dia e à noite) e boa gastronomia.

icaraizinho de amontada_penteadeira amarela5
Aquela praia quase deserta! Look: @usenavybrasil

Dicas

Bom, antes de cair na estrada, seguem algumas observações: lá não tem caixa eletrônico, mas a maioria dos estabelecimentos aceita cartão. A vida noturna é praticamente inexistente, então se você tá procurando descansar, lá é “O” lugar! A maioria dos locais (pousadas e restaurantes) é pet friendly. Mas é sempre bom perguntar se seu doguinho é bem-vindo.

icaraizinho de amontada_penteadeira amarela6
Passeio pelo rio Aracatiaçu

Onde ficar?

Mesmo sendo uma cidade pequena, não faltam opções de hospedagens: tem hostels, pousadas mais acessíveis, pousadas luxuosas… Ficamos na Maleá, a uns 200 metros da praia. A maioria das acomodações é em bangalôs, o que deixa todo mundo ainda mais à vontade, e a ampla área dá aquela sensação de casa de praia, sabe?

icaraizinho de amontada_penteadeira amarela2
Relax na beira da piscina. Look: @usenavybrasil

A piscina tem um tamanho bacana e o café da manhã é muito bem servido, com opções de bolos, pães, tapiocas, panquecas e sucos! O francês Renault é o dono e é um amor de pessoa, que faz uma “rabanada francesa” divina. Ah, a pousada tem estacionamento, chuveiro elétrico e Wi-Fi. É pet friendly (inclusive, você é recepcionado pela Canela – ou Canelle, como os franceses da pousada a chamam!) e eles tratam os doguinhos tão bem quanto os hóspedes! A diária custou R$ 170. Os quartos são simples, não tem nada de luxo, mas são aconchegantes e amplos (pelo menos no que a gente ficou)!

O que fazer?

As praias, claro, são os principais programas de Icaraizinho e suas redondezas. Além de mares calmos, ideais para um banho de mar demorado e relaxante, elas também são um convite, como já falei, para esportes como kitesurf. A própria praia de Icaraizinho não tem muita estrutura. São poucas barracas na orla, com uma faixa de areia ampla e ideal para estender uma canga, jogar um frescobol ou brincar com o cachorro.

icaraizinho de amontada_penteadeira amarela3
Praia das Moitas. O mar atrás e o rio do meu lado direito! Look: @usenavybrasil

Logo ao lado está a Praia de Moitas. Lá também tem o encontro do mar com o rio Aracatiaçu. É de lá que a gente pega lancha ou catamarã em direção à Ilha das Ostras. Dá pra ir pela praia a pé ou de buggy ou 4×4 até a praia. O passeio de buggy para lá (e todos os outros) podem ser feitos com buggeiros. Eu fiz com um indicado por uma amiga e pela pousada, o Régis (88 98112.3471). Os próprios buggeiros fecham o passeio pelo rio para você e o preço foi R$ 25 por pessoa. Levamos mais de meia hora para chegar na barraca do Tiago. A parte mais legal é quando a gente passa por dentro dos igarapés!

icaraizinho de amontada_penteadeira amarela4
O charme dos igarapé

Confesso que fiquei meio frustrada com as ostras. Achei com a aparência de “velhas”, sabe? Não sei se foi porque eu fui à tarde e elas já estavam abertas há um certo tempo. O bonitinho é como eles servem as caipirinhas e caipiroskas: dentro de uma “quenga” de coco! De lá, a gente segue com o mesmo buggy para o pôr do sol nas dunas, no pé do rio. A vista é linda e é bem divertido descer até o rio – só é um pouco “sufrido” subir de volta! hehuehue O passeio de buggy foi dividido com um casal de amigos, então saiu R$ 50 por pessoa.

icaraizinho de amontada_penteadeira amarela9
Caipiroska na quenga de coco, sim!

Também fizemos um passeio (no nosso carro mesmo, pela estrada) para a praia de Caetanos de Cima, pro lado leste de Icaraizinho. Ainda mais tranquila, a praia, aparentemente, tem pouquíssima estrutura, inclusive de pousadas, o que a deixa ainda mais charmosa. Almoçamos no Palm Beach, um restaurante que também tem hospedagem, na beira da praia – falo aqui sobre a experiência gastronômica. Outro passeio que eu quis muito fazer foi para os chamados Lençóis Cearenses, nessa mesma praia, que une dunas brancas e lagoas. Porém, reza a lenda que neste período de fim de ano as lagoas estão secas. Fica para a próxima!

Pôr do sol nas dunas, com o rio abaixo. Foto: Vivi Sobral
Pôr do sol nas dunas, com o rio abaixo. Foto: Vivi Sobral

5 comentários

Deixe um comentário