Empreendedoras abrem a Carandá, loja colaborativa da Casa Bendita

0
51

casa bendita fortaleza

Visitei a Casa Bendita há cerca de um mês “por acaso”, para uma reunião, e fiquei completamente encantada. Sabe aquelas casas que são transformadas em comércio mas não perdem a essência, que fazem você imaginar inúmeras histórias vividas nela? Pois é “lá que é lá”! Um espaço multidisciplinar, cheia de experiência sensorial. É um café, um armarinho criativo, uma loja colaborativa e um espaço para cursos. É arte, cultura regional, atividades lúdicas e sabores. E nessa sexta, dia 7, ela ganha mais um espaço, a Carandá!

 

3FFBD82D-D756-466F-863F-16CD7F6F715A

Carandá é uma palmeira de folha flabeliforme (forma de leque) de que se utiliza o limbo, separado em folíolos (cada uma das partes em que se subdivide em uma planta composta), para a cobertura de casas e obras de espartaria. Mas também é um grupo de mulheres empreendedoras pra lá de criativas, criadoras e inovadoras que idealizaram esse projeto, visando o fortalecimento de pequenas empresas, o Slow Living e o compre de quem faz, deixando o consumidor mais perto do criador e proporcionando não só uma experiência de compra, mas também um passeio pelo processo de criação de cada peça.

São 10 marcas, sendo quatro de joalheria: Elemento Fio, da arquiteta Suyenne Lemos; o Opolo, arquiteta, ourives e designer de joias Jamylle Weyne; a Padma, da designer Evelyn Matthews, e Telma Aguiar com sua Joalheria Contemporânea.

Passando pra moda, tem a K, das irmãs Monike, Marcelle e Manuella Oliveira; a Todos os Poemas, da Angélica Freitas com Jô de Paula; a Alma de Sal, de moda praia, assinada por Vitoria Falcão e a Freakstein, da Ellen Mesquita.

Nos itens para casa tem a Um Nós Dois e a Tirachic completa o time com acessórios desenvolvidos por Cláudia Capeto e Ione Pioner.

Estremos logo mais na abertura da Carandá. Bora? Dia 7 de dezembro, de 16 hs as 21 hs, na Casa Bendita (Rua Rui Barbosa, 888)

Deixe um comentário