Preto, preto, pretinho!

2
489

 O “Oscar nacional” consagrou ontem, terça-feira (31), os seus ganhadores. O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro reuniu glamour e celebridades no Teatro São Caetano no Rio de Janeiro. Na sua décima edição, o prêmio que é organizado pela Academia Brasileira de Cinema confirmou a unanimidade do público por “Tropa de Elite 2” que levou 9 trófeus, dentre eles Melhor Filme, Melhor Diretor (José Padilha) e Melhor Ator (Wagner Moura).

Deixando de lado esses detalhes o que mais me chamou atenção foram a quantidade de trajes pretos. A moçada tupiniquim não quis inovar. Diferente do Oscar, as meninas foram bem recatadas; poucas jóias, makes discretos e muitas recorreram ao pretinho básico pra não errar! Eu adoro preto, mas bem que as moçoilas podiam ter inovador mais já que é nessa hora que se pode ousar!

Confira alguns looks das celebridades, claro, PRETOS!

***

Camila Pitanga
Glória Pires
Alinne Moraes
Juliana Didone
Ingrid Guimarães
Marieta Severo

 Eu gostei de todos os looks, especialmente do vestido da Camila Pitanga, mas acho que,  apesar disto, faltou inovação e um pouquinho mais de glamour. Alinne Moraes, por exemplo, parecia que havia acabado de acordar. E vocês, o que acharam?

////

Abaixo a “listinha” dos vencedores do 10º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Melhor curta-metragem de animação – “Tempestade”, de Cesar Cabral
Melhor curta-metragem documentário – “Geral”, de Anna Azevedo
Melhor curta-metragem de ficção – “Recife frio”, de Kleber Mendonça Filho
Melhor longa-metragem estrangeiro – “O segredo dos teus olhos” (Argentina / Espanha), de Juan José Campanella
Melhor efeito visual – Darren Bell, Geoff D. E. Scott e Renato Tilhe, por “Nosso Lar”
Melhor longa-metragem infantil – “Eu e Mu Garda-Cuva”, Toni Vanzolini
Melhor figurino – Kika Lopes, por “Quincas Berro D’Água”
Melhor direção de arte – Adrian Cooper, por “Quincas berro d’água”
Melhor som – Alessandro Laroca, Armando Torres Jr. e Leandro Lima, por “Tropa de elite 2?
Melhor trilha sonora – Guto Graça Mello, por “O Homem que Engarrafava Nuvens”
Melhor trilha sonora original – Jaques Morelenbaum, por “Olhos Azuis”
Melhor montagem ficção: Daniel Rezende, “Tropa de Elite 2?
Melhor montagem documentário – Raphael Alvarez, por “Dzi Croquetes”
Melhor fotografia – Lula Carvalho, por “Tropa de Elite 2?
Melhor longa-metragem documentário – “O Homem que Engarrafava Nuvens”, de Lírio Ferreira
Melhor atriz coadjuvante – Cassia Kis Magro, por “Chico Xavier”
Melhor ator coadjuvante – André Mattos, por “Tropa de elite 2?, e Caio Blat, por “As melhores coisas do mundo”
Melhor roteiro original – Braulio Mantovani e José Padilha, por “Tropa de elite 2?
Melhor roteiro adaptado – Marcos Bernstein, por “Chico Xavier”
Melhor atriz – Glória Pires, por “Lula, o filho do Brasil”
Melhor ator – Wagner Moura, por “Tropa de elite 2?
Melhor direção – José Padilha, por “Tropa de elite 2?
Melhor longa-metragem de ficção – “Tropa de elite 2?, de José Padilha
Voto popular – Melhor longa-metragem estrangeiro – “A Rede Social”, de David Fyncher
Voto popular – Melhor longa-metragem documentário – “Dzi Croquetes”, Tatiana Issa e Raphael Alvarez
Voto popular – Melhor longa-metragem nacional – “Tropa de elite 2?, de José Padilha